Olá, pessoal! Tudo bem com vocês?

Se você está na faixa dos 30 anos, certamente em algum momento da sua vida já se pegou pensando sobre a alimentação vegetariana (sem carne) ou vegana (sem origem animal). Seja porque achou interessante, seja porque conhece alguém que tem esse estilo de vida, seja porque acha um absurdo! Além disso, você com certeza notou que essa dieta tem ganhado cada vez mais adeptos.

Então o post de hoje serve para te deixar mais informada sobre o assunto e te ajudar, caso você esteja pensando em iniciar no mundo da alimentação sem animais ou convive com alguém que adotou esse tipo de nutrição.

Lembrando, antes de tudo, que eu não sou nenhuma especialista, apenas uma simpatizante com o assunto, que por curiosidade já leu muito sobre (inclusive já fiquei mais de 1 ano sem consumir nenhum tipo de carne e há mais de 3 anos evito carne vermelha).

Preciso confessar para vocês que eu mudei muito de pensamento ao longo dos anos. Durante a minha adolescência eu ficava até irritada quando ouvia falar sobre alimentação vegetariana, mais ainda sobre a vegana! Pensava que era coisa de gente que não tinha o que fazer. Aliás, meu irmão, depois de se chocar vendo documentários sobre abate, foi vegetariano por 1 ano e, tadinho, ele sofreu muito na minha mão! Eu cheguei a fazer aquela piadinha péssima de: “minha comida caga na sua” pra ele. Isso deve fazer cerca de 7 anos. Quando eu resolvi parar de comer carne não sofri tanto assim. Hoje em dia as pessoas respeitam muito mais esse tipo de alimentação.

Bom, e a vida dá voltas, não é mesmo? O meu irmão voltou a comer carne após passar o choque das imagens terríveis de abate e eu, sem ter visto nada disso, por uma questão de saúde, resolvi parar de ingerir carne.

Quando eu tomei a decisão de virar vegetariana, muitas coisas passaram pela minha cabeça: Será que vou ficar doente? As pessoas vão me achar chata? Como vai ficar minha vida social? (já que a comida faz parte de praticamente todos os momentos sociáveis da vida das pessoas). Então eu decidi que precisava fazer duas coisas: Ir ao médico e ler muito sobre o assunto.

Eu sempre tive anemia, era irritante, toda vez que fazia exame de sangue, vinha o resultado e BINGO! Anemia na veia! haha. Aí quando eu parei de comer carne pensei: Pior do que está não deve ficar, né? Já tomo ferro (literalmente) há anos!

Pois bem, fui à nutricionista e ela me advertiu de que provavelmente a minha anemia pioraria muito após parar de comer carne e me receitou vários tipos de vitaminas, também disse que eu teria que tomar essas vitaminas para o resto da vida. Eu voltei para casa meio desanimada, mas aí me lembrei que eu tinha (e tenho) um amigo que nunca comeu carne! (isso mesmo, desde a barriga da mãe sem “carninha”). E aí num ato de rebeldia (eu não me orgulho disso, não façam isso em casa rs) peguei a receita das mil vitaminas e guardei na gaveta.

Não me pareceu lógico ingerir vitaminas em cápsulas antes de procurá-las nos alimentos. Fui para o google e digitei: “alimentos que contém ferro”. Lá estavam:

  • Vegetais verde-escuros, como brócolis, espinafre e couve.
  • Leguminosas, como grão-de-bico, lentilha, ervilha e feijão.
  • Tofu (queijo de soja)
  • Cereais integrais, como aveia e quinoa.
  • Castanha de caju.
  • Sementes de gergelim e abóbora…..E A LISTA NÃO TEM FIM!!!!

 

Me preocupei em acrescentar esses alimentos diariamente no meu prato. Conversando com esse meu amigo vegano, o Gustavo, ele me alertou que eu poderia ter deficiência de vitamina B12 também, apesar de que ele nunca teve, mas, por precaução, era bom eu cuidar disso. Aí li que a vitamina B12 tem no ovo e no queijo. Como eu tinha decido apenas parar com a carne e não com tudo de origem animal, também não me preocupei, apenas comecei a comer ovo todo dia. Lembrando que quem é vegano tem à sua disposição vários alimentos que são enriquecidos com B12 e até mesmo o suplemento de b12, cuja quantidade deve ser calculada pelo médico de acordo com cada paciente.

Então passaram cerca de 3 meses e eu fui fazer exame de sangue, confesso que com medo de a minha saúde ter piorado. E aí quando veio o resultado eu fiquei impressionada! Não só eu, pela primeira vez em anos, não tinha anemia, como minha B12 estava ótima e meu colesterol ruim tinha baixado.  O que tinha piorado era meu índice de glicose, pois eu estava comendo muita massa e doce, então eu diminui esses alimentos e nos exames que fiz posteriormente minha glicose diminuiu.

Eu não quero com esse relato pregar que a carne faz mal à saúde, quero apenas mostrar que se você se alimentar com qualidade, sem incluir carne, você pode sim ser muito saudável!

Aliás, preciso fazer uma pausa para dizer que eu fico doida quando vejo algum médico indicando aumentar o consumo de carne para quem tem anemia! Fico pensando: “aí você aumenta o colesterol e entope as suas veias de gordura, que beleza”. Do que adianta resolver um problema imediato e criar outro muito pior para o futuro? Se temos fontes “limpas” de ferro, por quê consumir mais carne?

E depois disso continuei fazendo meus exames de sangue e hoje, cerca de 3 anos após minha experiência, não tive mais problemas com anemia. Eu ainda consumo carne branca quando estou na casa de alguém que me oferece, ou quando vou a algum lugar que não tenho outra opção, mas depois de muito estudar sobre assunto posso dizer que realmente quero abolir a carne da minha vida.

O que mais me fascinou nisso tudo, foi descobrir a quantidade de alimentos gostosos e saudáveis que nós temos a nossa disposição e nós não ingerimos por puro bitolamento!

Não quero ofender ninguém com esse post, mas assim como eu abri os olhos para isso, espero ajudar vocês a abrirem também! Existem muitas coisas que nós fazemos desde que nascemos porque fomos ensinados e no entanto, ao invés de utilizarmos nossa capacidade de questionar, investigar, filosofar e raciocinar, nós nos limitamos a reproduzir o comportamento dos nossos antepassados, sem questionar se é necessário!

Eu vou agora mostrar para vocês 5 mitos que rondam o mundo do vegetarianismo e do veganismo, não para convencer vocês de nada, mas para vocês pensarem, sem preconceitos, sem pré-julgamentos. Apenas reflitam e estudem sobre, ok? Depois disso, você pode continuar comendo carne e defendendo seu consumo, não há problema nenhum nisso, só que aí você vai fazê-lo sem alguns conceitos equivocados rs. Então vamos lá:

1 – CARNE E PROTEÍNAS

Muitas pessoas, algumas sem nunca ter sequer lido sobre, juram de pé junto que sem carne você fica sem proteínas. Aliás, você já deve ter ouvido alguém dizer que não tem como ficar forte e definido sem consumir carne.

Desvendando esse mito, vou exemplificar apenas alguns alimentos ricos em proteína: Chia, ervilha, grão-de-bico, nozes, tofu, quinoa, cogumelos, soja, brócolis, etc.

PROTEÍNA-VEGETAL-659x480

E desvendando o segundo mito, vou mostrar fotos de alguns veganos:

 

Mr Universe 2014 winner Barny du Plessis is a professional figure athlete, winning bodybuilder and 'fighter for animals, the planet & harmony'. He has competed in 55 contests over 20 years and came close to retirement - until he went vegan. The Briton recently ditched animal product from his diet and says it's now 'all about the vegan gains'. He even opened a vegan stall on Norwich Market called Mr Universe's Health Hut.

  1. Barny du Plessis: O “Mr. Universe 2014”é um fisiculturista profissional.

14810

2. Jehina Malik, vegana desde o nascimento. Treinadora e pessoal fitness.

141010

3. Harriet Davis, médico esportivo.

2 – LEITE E CÁLCIO

´teta da vaca europeia

Algumas pessoas acham que o leite é uma importante e insubstituível fonte de cálcio. Contudo, além de ser uma bebida comprovadamente não saudável, em razão das diversas modificações feitas desde que ele sai da teta da vaca até chegar na nossa boca, vamos combinar que é no mínimo esquisito você tomar leite de um animal, não é mesmo?. É só parar pra pensar: você tomaria leite de cachorra? de égua? Não, você com certeza achou nojenta minhas perguntas. Mas por algum motivo bizarro, pra você tudo bem tomar o leite da vaca, que por sinal é feito para um bezerro!

Se você está lendo esse post e é mãe, sabe como é amamentar, muitas vezes não é fácil, não é mesmo? Que tal um pouco de empatia com a vaca que fica sendo sugada o dia todo por máquinas enquanto o seu bebê vira vitela?

Mas enfim, não quero me prolongar nesse assunto (eu ficaria horas falando dos inúmeros problemas de tomar leite, esse assunto realmente me irrita kkk).

Desvendando esse mito, te digo uma coisa: Quer uma boa fonte de cálcio? Taca gergelim na tua comida. Ele tem 9 vezes mais cálcio do que leite!

 

3 – NOSSOS CANINOS

Algumas pessoas dizem que nós somos carnívoros, porque temos caninos! Eu gostaria de comunicar para essas pessoas que nós somos onívoros, caso tenham faltado à aula de biologia. Isso significa que vivemos muitos bem sem carne, ao contrário dos gatos, por exemplo. Eles são carnívoros mesmo, sem carne podem morrer.

Mas voltando ao nossos caninos, vou deixar a imagem de um amigo nosso que é vegetariano. Ela vale mais do que mil palavras:

teeth

 

4 – COMER SOJA É PIOR DO QUE CARNE

beneficios-da-farinha-de-soja

Tenho que concordar que comer soja nem sempre é uma boa opção, alimentos transgênicos devem ser consumidos por nós com muita cautela. Eu por exemplo procuro ingerir soja que sei que não é transgênica.

Algumas pessoas acham que é melhor comer carne do que comer soja transgênica, mas, tenho uma má notícia pra você: Se você come carne, você come muita soja transgênica! Ou você pensa que a maior parte da produção de soja é pra alimentar quem? Nós? Não, são para os bois, vacas, que depois de cortados em pedaços e colocados em uma bandeja bonita, vão para o seu estômago.

 

5 – ALIMENTAÇÃO SEM CARNE É CARA

comidavegana

A sua alimentação, seja com ou sem carne, tem o valor que você quiser! Tudo depende de suas escolhas. Já experimentou comprar no sacolão? Lá tem basicamente tudo que você precisa para viver, é muito barato, e você faz com os alimentos comprados lá receitas de comer ajoelhado!

Bom, eu poderia falar mil outras coisas sobre o assunto, mas fica para outro post, pois esse já ficou muito longo. Espero ter ajudado vocês a esclarecer algumas dúvidas. Tudo o que escrevi aqui foi com base em livros, documentários, experiência pessoal e opinião médica. Posso fazer depois um post só sobre livros e documentários que ajudam a ter um maior conhecimento sobre o assunto.

Então é isso pessoal, e vamos nos informar! Acho que isso é o mais importante, mais do que comer ou não comer carne, estude, pesquise, questione! Não aceite as coisas que chegaram “prontas” na sua vida. Ok?

Até o próximo post!

 

 

beijos, Fran Valente

Olá, pessoal? Tudo bem com vocês? Estou muito feliz de estar voltando às atividades no blog da minha amiga (e agora mamãe) Fran Gabrielli.

Sabe aqueles filmes que te fazem bem? Que você assiste e te deixa animada para ir atrás dos seus objetivos ou com esperança de dias melhores? Então, os cinco filmes listados abaixo são exatamente assim!

1 – À procura da Felicidade

à procura da felicidade

Inspirado em uma história real e estrelado por Will Smith, “À procura da felicidade” conta a história de Chris Gardner, um pai de família arruinado financeiramente que batalha por uma vaga de emprego praticamente impossível de conquistar. O filme é emocionante e se você está desanimada para perseguir seus sonhos, esse filme é para você.

Assista o trailer:

2 – La la Land

LaLaLandDestaque

Se você não assistiu esse ainda, corre para o cinema! Esse filme mostra um casal, interpretado pelos talentosos Ryan Gosling e Emma Stone em busca de seus sonhos e de fazer o relacionamento deles dar certo. Acho que esse é aquele tipo de filme que muita gente vai se identificar ao assistir e sair do cinema emocionado.

Assista o trailer:

3 – Legalmente Loira

legalmente loira

Levou um pé na bunda do boy e está chorando? Achando que não existe abonança após a tempestade? Esse filme com a atriz Reese Witherspoon é para você.

Assista o trailer:

4 – A agenda do meu namorado

19879167.jpg-c_300_300_x-f_jpg-q_x-xxyxx

Adoro esse filme, eles nós dá tantas lições para a vida… Mas, resumidamente, mostra que você pode ser feliz e realizada pessoalmente sem ter um relacionamento amoroso. De quebra você mata a saudade da protagonista do filme, Brittany Murphy que, infelizmente, já é falecida.

Assista o trailer:

5 – Não sei como ela consegue

naoseicomo1

Esse filme podia ter o nome da minha tag aqui do blog: Se vira nos 30! haha. Ele conta a história de uma mãe, esposa e profissional de sucesso que vive numa intensa correria para dar conta de tudo. É estrelado por Sara Jessica Parker, a Carrie de Sex And The City (que a gente adora). Então, se você está desanimada, achando que precisa abrir mão do lado profissional para ter uma família com filhos ou vice-versa, esse filme mostra que é possível, apesar de toda loucura rs.

Assista o trailer:

Então é isso, pessoal. Espero que tenham gostado do post e até o próximo!

beijos, Fran Valente

Oi, pessoal, tudo bem? Com o final do ano, ficamos mais reflexivas, não é mesmo? E dá aquela tristeza quando percebemos que muitas das nossas metas não foram cumpridas.

No post de hoje vou tentar te ajudar a conquistar seus objetivos de uma vez por todas e chegar ao final de 2017 com todas as suas metas cumpridas! Vamos lá?

1 – Tenha FOCO

Bom, primeiramente é muito importante que você tenha em mente o que você quer e que você saiba não dá pra realizar mil coisas ao mesmo tempo. Vou dar um exemplo:

Digamos que você queira fazer uma viagem internacional e comprar um carro. Suponhamos que a sua viagem te custará R$ 10.000,00 e o carro que você quer seja R$ 20.000,00. Então esse sonho te custará R$ 30.000,00.

Se você quiser realizar os dois sonhos no mesmo ano, isso pode parecer pesado demais. Algo inatingível. E aí vira aquele tipo de sonho que fica somente no campo do desejo e nunca vira realidade. Agora, se você focar em um objetivo de cada vez, a chance de conseguir aumenta muito. Pois ao invés de se preocupar pensando que você “precisa” de 30 mil, na verdade você vai precisar de 10 em um ano e de 20 no outro.

2 – Possua pequenas metas dentro do seu objetivo.

Continuando no exemplo da viagem, pensando nela como um todo pode parecer um pouco assustador para você. Então, como diria nosso amigo Jack, o Estripador: vá por partes. No primeiro mês do objetivo, foque em economizar o dinheiro do passaporte (cerca de R$ 250,00), não parece um valor impossível, certo?

Depois, inicie o processo de pesquisa de passagens, existem vários sites, aplicativos e etc. que mostram os melhores preços para comprá-las. (posso fazer um post só sobre viagens se vocês quiserem). Note que o objetivo agora não é em conseguir o valor total, mas sim o da passagem, somente. Tente comprar com a maior antecedência possível. Quanto antes você comprar sua passagem, mais barata ela vai sair. Se precisar você parcela em alguns meses. Digamos que você compre sua passagem com 1 ano de antecedência, você pode parcelar em 6 vezes e usar os outros 6 meses para pagar o hotel que você for ficar e as entradas de museus e pontos turísticos, por exemplo. Assim, quando chegar a data da viagem, você só vai precisar se preocupar com gastos de alimentação e transporte no local de destino.

Esse exemplo que dei foi só para te mostrar que quando dividimos nossos objetivos em etapas, fica muito mais fácil alcançá-los. Uma coisa é pensar: viagem para Europa, outra coisa é pensar: passaporte, depois passagem, hotel e assim por diante.

Isso serve para qualquer tipo de sonho que você tenha. Lembre-se: Qualquer maratona inicia-se com o primeiro passo.

3 – Divulgue

Quando você quer conquistar algo é importante que você divulgue isso (claro que para as pessoas certas, não as agourentas haha). Isso porque ao contar para alguém que você tem uma meta, sua carga de comprometimento aumenta e provavelmente as pessoas para quem você contou vão te perguntar sobre o andamento dos seus projetos.

4 – Visualize

Quando você se imagina realizando suas metas, elas acontecem, acredite! Quando você está com fome, por exemplo, seu cérebro automaticamente começa a analisar de que formas você pode se alimentar. Você pensa: Vou pedir comida? Vou fazer algo com o que tem na geladeira? E após essa análise você de fato se alimenta.

O mesmo acontece quando você pensa nos seus objetivos, seu cérebro começa a trabalhar para encontrar formas para você alcançá-los. Por isso é muito importante que você visualize suas metas, acredite que você conseguirá alcançá-las e o mais importante: imagine-se alcançando suas metas, pois nós temos a capacidade de atrair o que queremos.

Por exemplo: Se você quer passar em um concurso, visualize você passando nesse concurso, trabalhando no cargo almejado e SINTA-SE como se tivesse conquistado o emprego. Lembre-se de quando você conquistou algo e se sentiu vitorioso(a) e tente sentir-se assim novamente.

5 – Tenha um plano de execução

Não basta colocar no papel uma meta, você tem que colocar até quando você quer alcançá-la, como você vai conseguir, o que você vai precisar pra isso e por quê você quer atingir esse objetivo.

Além disso, revise periodicamente suas metas, para ver como está a evolução do que você listou para conquistar. É preciso que você se mantenha conectado às sua metas e motivado. Para isso sugiro que você sempre procure ler livros e assistir vídeos que te motivem.

6 – Faça uma limpeza na sua vida

Existem coisas e pessoas que te tiram do seu foco. Livre-se de tudo o que te atrapalha e substitua por coisas que te ajudem. Por exemplo: Troque alguns minutos diários de instagram por leituras de biografias de pessoas bem sucedidas; substitua a novela por 1 hora diária de um curso online de inglês; ao invés de perder tempo com aquele(a) amigo(a) reclamando da vida, chame-o(a) para fazer academia com você ou sair caminhar. Enfim, aproveite esse clima de final do ano e faça uma faxina geral na sua vida!

E por último….

6 – Organize-se

Organização é muito importante, aliás, é fundamental para o cumprimento das nossas metas.

Esse ano resolvi investir em um Daily Planner e resolvi compartilhar com vocês.

Ele é muito mais do que uma simples agenda, a proposta é realmente organizar o seu dia. Ele vem com espaço para você colocar suas metas do mês, calendário mensal com espaço para que você preencha os acontecimentos importantes do dia e todos os dias do ano divididos em três partes para você anotar todos os seus compromissos! Além disso ele é todo fofinho e personalizado, o que o torna mais atrativo para ser usado também.

Existem hoje vários sites que vendem daily planner, o meu é o da Paperview: Você pode escolher uma frase para colocar na capa e o seu nome também:img_4332

Ele vem com uma bolsinha para colocar papéis:

img_4353

  • Acompanha um bloquinho de notas personalizado que tem velcro atrás, assim você pode colar ele no seu daly planner quando quiser carregar os dois juntos:
  • img_4352
  • E esses vários adesivos fofos pra você deixar suas anotações mais divertidas:img_4351

Além da bolsinha para guardar papeis, vem também uma bolsa de plástico com lacre. Assim você pode armazenar seus documentos com segurança. Recebi também uns cartões super fofos com meu nome e envelopes. Achei a ideia deles super legal.

  • img_4350
  • O diferencial do daly planner, ainda, é que você recebe uma régua personalizada, que você pode colocar e recolocar em qualquer página, podendo usar como marca página também.img_4347

img_4346

  • E se você estiver de bolsa pequena, não tem problema, ele vem com um “mini planner”, para colocar seus compromissos do dia e poder carregar com você.

img_4335

  • Todos os meses vem com esses espaços para você preencher:

img_4334

E para você nunca perder o ritmo, todos os meses vêm com essa lista de objetivos e atividades para você preencher:img_4341

  • E todos os dias vem bem separados em 3 períodos:img_4343

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado, até o próximo post!

beijos, Fran Valente