Sabe aquele ditado que santo de casa não faz milagre? Pois então, sou catarinense e apenas havia visitado a Serra Gaúcha. Esse ano, uma das metas era conhecer a Serra Catarinense. E no final de semana que passou estivemos por lá, passando um “pouquinho” de frio (para quem me acompanha no instagram, já deve ter visto algumas fotos). Adorei o passeio e vou contar para vocês como foi.

Ficamos hospedados na Pousada Recanto da Serra, que fica localizada no centro de Urubici. Ela acabou de passar por uma reforma, então tudo está novinho. O quarto é bem aconchegante (com lençol elétrico, o que achei ótimo!) e o café da manhã muito bom.

pousada-recanto-da-serra-urubici-santa-catarina-55a709d2ebe8eComo chegamos no sábado ao meio dia, só restou a tarde e a manhã de domingo para fazer os passeios. Começamos pela Cascata Véu de Noiva, que fica na estrada do acesso ao Morro da Igreja. Aproveitamos para almoçar no próprio restaurante que tem próximo à cachoeira. A comida era gostosa e bem caseira, mas achei que a variedade deixou a desejar.

IMG_1588

Como esquecemos de pegar autorização para subir no Morro da Igreja (agora é obrigatório), deixamos para visitá-lo no domingo pela manhã. E para não perdemos tempo, partimos para a Cascata do Avencal. Essa é muito mais bonita que a cascata véu de noiva. É possível vê-la de cima, a partir de um mirante com uma vista privilegiada do vale. A entrada para o mirante fica a 5 km do centro de Urubici e cobra-se uma taxa de R$ 5,00 por pessoa.

IMG_1610Depois partimos para São Joaquim e visitamos o centrinho da cidade. Como o dia estava gelado, não havia quase ninguém andando pelas ruas. Eu achei a pracinha um charme, tudo bonitinho e organizado. 
IMG_1623 IMG_1625 IMG_1628

Ah! e o crepe da praça, inclusive, é muito bom rsrs…

IMG_1638

Para finalizar o sábado, fomos no sunset da Vinícola Monte Agudo, no qual é possível degustar de alguns vinhos e apreciar um lindo pôr do sol. Na degustação, a sommelier traz todas as informações possíveis do local, colheita, uva, dados técnicos e do processo produtivo, de maneira bem detalhada. O valor por pessoa é R$ 55,00, sendo necessário reservar com antecedência. O sunset foi uma experiência ótima. A tábua de frios servida estava deliciosa: queijo colonial, provolone, salame, copa e pão caseiro.IMG_1670 IMG_1674 IMG_1678E no domingo pela manhã, visitamos o Morro da Igreja, considerado o ponto mais alto habitado da região sul do país. A vista é maravilhosa e, em dias de boa visibilidade é possível até ver o mar a mais de 100 km de distância. Incrível! Para quem aprecia a natureza, é uma parada obrigatória. Ah! lá em cima o clima é bem frio e venta bastante, então vá bem agasalhado. IMG_1708 IMG_1715

Acho que é um ótimo passeio para um final de semana. Inclusive uma dica para o dia dos namorados, não acham?

beijos, Fran Gabrielli

Já que os posts de viagens andam meio parados por aqui (sinal de que estou precisando viajar rsrsrs), decidi fazer uma lista dos lugares que acho que valem super a pena conhecer no inverno. Eu amo o verão, mas não dá para negar que a estação mais fria é a época mais charmosa e aconchegante do ano. Além disso, é tão bom tomar um chocolate quente, comer fondue e dormir de cobertas, sem precisar de ar condicionado, não é? E o Brasil possui vários lugares lindos para visitar no inverno. Olhem só:

Gramado – Rio Grande do Sul

Não tem como falar de frio e não citar Gramado. A cidade fica a 120 km de Porto Alegre e é um pedacinho da Europa no Brasil. Possui várias opções de lazer, como as cidades miniaturas do minimundo, o lago negro, o snowland (primeiro parque de neve indoor das Américas) e o museu de cera. Sem falar na charmosa rua coberta com excelentes restaurantes e cafés. E para quem ama chocolate esse também é o destino perfeito, uma vez que há várias fábricas de chocolate espalhadas pela cidade.

gramado

Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul

Para quem aprecia um bom vinho não pode deixar de ir no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves. A cidade fica a 121 km de Porto Alegre e a 109 km de Gramado. Possui mais de 30 vinícolas, algumas até com hospedagem. Lugar para comer e beber muito rsrs… Para quem não viu meu diário de viagem de Bento Gonçalves é só clicar aqui. Tem várias dicas bacanas para quem estiver pensando em ir para lá.

bento gonçalves

Campos do Jordão – São Paulo

Campos do Jordão está na minha listinha de lugares que ainda quero visitar. A cidade fica a 171 km da capital paulista e é batizada como a “Suíça Brasileira”. A arquitetura é típica européia e tudo é muito bonitinho e organizado. Os pontos turísticos mais famosos são: o Museu de Esculturas Felícia Leirner, o Morro do Elefante e o Palácio da Boa Vista. As baladas também são os atrativos da cidade.

campos do jordão

Urubici – Santa Catarina

Se você estiver em busca de muito frio e paisagens deslumbrantes, escolha Urubici. A cidade fica a 158 km de Florianópolis e possui várias atrações naturais, como o morro da igreja  (considerado o ponto habitado mais alto do Sul do Brasil), a cascata véu de noiva e a pedra furada. É comum nevar nos meses de junho e julho. Além disso, a cidade conta com várias pousadas aconchegantes. Vale a pena conhecer!

urubici

Petrópolis – Rio de Janeiro

A cidade de Petrópolis no Rio de Janeiro, é famosa no inverno e fica a 65 km da capital. Também é conhecida como “Cidade Imperial”, pois foi onde D. Pedro II construiu seu palácio (local em que hoje funciona o museu imperial). A produção de cervejas artesanais e ótimos restaurantes, são outras atrações de Petrópolis no inverno. Também está na minha listinha!

petropolis rj

Depois desse post bateu uma vontade de viajar né?

beijos, Fran Gabrielli

Fazia muito tempo que estávamos programando ir na Costa da Lagoa, mas sempre acontecia algum imprevisto e acabávamos desistindo. Para quem não conhece, a Costa da Lagoa é uma comunidade às margens da Lagoa da Conceição, em Florianópolis, uma área isolada em que os veículos não chegam e que só pode ser acessada por barcos ou trilhas.

Como sábado o dia estava lindo e estávamos à toa em casa, combinamos com um casal de amigos de irmos até lá para almoçar. Pegamos o barco que sai da Lagoa da Conceição, embaixo da ponte que liga o Centrinho à Avenida das Rendeiras. O percurso demorou em média uns 40 minutos e o valor por pessoa foi R$ 15,00. Para saber mais detalhes clique aqui.

As atrações do trajeto são as belas paisagens e as mansões luxuosas com trapiches privativos às margens da lagoa (quero uma para mim rsrs..). Há vários pontos de parada e você pode escolher em qual restaurante quer ficar. Quase todos eles, ficam à beira da lagoa, com mesas nos decks. 
IMG_1115

IMG_1120

Escolhemos ficar no restaurante Sabor da Costa (parada 16), simples, mas com um visual deslumbrante! Nosso pedido foi iscas de peixe como entrada (acabei não tirando foto) e uma anchova na brasa com molho de manga, que veio acompanhada de batatas fritas, pirão e arroz. Tudo estava uma delícia e o atendimento nos surpreendeu muito positivamente. Adorei!

IMG_1112

Pausa para foto =)

IMG_1105

Depois do almoço, fomos conhecer a cachoeira da Costa da Lagoa. A trilha que dá acesso à cachoeira é bem tranquila e não oferece muitas dificuldades. Além disso, o visual compensa! A água estava muito gelada, mas mesmo assim tivemos coragem para dar um rápido mergulho rsrrs..

1460481264100-1-1

IMG_1151Eu amei conhecer mais um cantinho de Floripa!

Esse é só um resuminho do passeio, caso você tenha alguma dúvida é só deixar nos comentários!

beijos, Fran Gabrielli