Brigaderia Amoriko

11 de março de 2016

Eu adoro compartilhar com vocês lugares bacanas para se comer e, como hoje é sexta-feira nada melhor do que falar sobre um bom lugar para degustar um docinho não é?

A Brigaderia Amoriko fica no Sul da ilha de Florianópolis, no Ribeirão da Ilha, e para mim é sempre uma parada obrigatória depois do almoço pela região. O ambiente é pequeno, mas super confortável e a decoração nem se fala, é um mimo! Mas o que mais gosto é a grande variedade de brigadeiros que eles têm. Ao total são 17 sabores, entre eles, pistache (meu preferido), tradicional, amêndoas, capim limão e gengibre. Além dos docinhos, o cardápio também possui tortas, petit gateau e brownie.

IMG_0462

No dia em que fomos, pedi 4 sabores de docinhos: pistache, damasco, caramelo e limão siciliano. E meu marido pediu uma torta de pistache com geleia de amora. Para beber pedimos um cappuccino gelado e um chá gelado. Os doces também podem ser levados para casa em marmitas ou em caixinhas fofas para presentear (inclusive um ótimo presente).

IMG_0465Como falei a decoração retrô é um mimo, por isso quis tirar foto de cada cantinho! Também possui uma lojinha com geleias, chás e peças de artesanato.  
IMG_0456IMG_0458 IMG_0463

Recomendo muito o local para comer um docinho pós almoço ou para um café no fim de tarde. Com relação ao preço, cada brigadeiro custa em média R$ 3,50, o que achei justo, levando em consideração a qualidade dos doces.

beijos, Fran Gabrielli

Como sempre, quero dividir coisas legais com vocês, seja de moda, maquiagem, estilo de vida ou lugares legais para visitar! Hoje é sobre um restaurante ótimo que fui no final de semana, o Jardins Restô Café.

Já tinhamos ido jantar no Jardins, por indicação de um casal de amigos. Mas naquele dia a casa estava tão lotada que não conseguimos sentar na área externa e nem tirar fotos do local. Ontem (domingo), decidimos ir novamente e tivemos mais uma ótima experiência.

O restaurante fica localizado no centro histórico de São José (Rua Gaspar Neves), em um casarão do século XIX, com uma fachada verde e uma porta com um imenso corredor. A casa é linda e a decoração super charmosa, com peças indianas coloridas, luminárias e poltronas confeccionadas a partir de paletes. Um ambiente super bacana para passar as horas com os amigos e também para comemorar aquela data romântica.

IMG_0334

O deque de madeira com vista para o mar é um cenário perfeito para curtir um fim de tarde relax!
finalizada3

Em uma das paredes com os dizeres “Before I Die…” (Antes de eu morrer…), é possível escrever seus desejos e ainda se divertir lendo o que outras pessoas já escreveram. Tivemos muita sorte, porque após uns 15 minutos que estávamos no jardim tirando fotos, começou a chover forte e tivemos que entrar para a área interna da casa.

IMG_0328 IMG_0362 (1)

A carta de drinks possui várias opções. Nós pedimos uma Caipi Jardins (R$ 17,50), feita com rum, kiwi, mel, canela, gengibre e limão (super refrescante).
IMG_0372

No cardápio tem hambúrguer, pato, massas, carnes e risotos. Mas como fomos após o almoço, nosso pedido foi apenas sobremesa: mini churros de doce de leite (R$ 16,00) e um petit gateau de doce de leite (R$ 19,00) (ou seja overdose de doce kkkk).

Os churros vêm cobertos com açúcar e canela, acompanhado de uma linda taça cheinha de doce de leite bem cremoso.

IMG_0373

O petit gateau só tem um defeito: é muito pequeno rsrs.. É tão gostoso que você não consegue parar de comer a acaba muito rápido.

IMG_0374

Uma das coisas que nos chamou atenção foi o preço amigável, comparado a outros lugares na região com qualidade inferior inclusive. O atendimento também não deixa nada a desejar.

Com certeza, vale a pena a visita! Pretendemos voltar para provar mais pratos do cardápio. Para informações sobre horários de funcionamento visite a fanpage do Jardins Restô Café.

Espero que vocês gostem da dica e se for visitá-lo não deixe de me contar como foi!

Beijos,

Fran.

 

beijos, Fran Gabrielli

Passeio na Ilha do Campeche

27 de janeiro de 2016

Fazia muito tempo que planejávamos ir na Ilha do Campeche, mas sempre surgia algum imprevisto e acabávamos adiando. No final do ano passado, uma amiga nossa conseguiu ingressos com um preço mais “camarada”  através da Associação de Preservação da Ilha do Campeche (aqui tem maiores detalhes) e marcamos para irmos em um grupo de amigos.

Para quem não conhece, a Ilha do Campeche fica localizada na costa leste de Florianópolis, em frente à Praia do Campeche. Ela foi tombada como  Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional em julho de 2000.

Para chegarmos até lá pegamos um barco na praia da armação (há também a possibilidade de ir com botes, a partir da Praia do Campeche, e de escuna, a partir da Barra da Lagoa) e em uns 40 minutos já estávamos na ilha. O barco balança um pouco no trajeto, então quem tem problemas com enjoo é bom tomar um remédio antes.

campeche (14)

Ao chegar, fiquei surpreendida com o mar calmo e a água azul transparente. Foi como se eu estivesse em uma dessas famosas ilhas do Caribe! No dia a água estava em uma temperatura muito boa, mas costumam falar que normalmente é gelada.

campeche (9)

Ao longo da faixa de areia de cerca de 1 km, há apenas um restaurante com um cardápio de peixes e frutos do mar. Contudo, o preço é bem “salgado” e o atendimento não é muito bom. Então se puder previna-se levando lanches para a hora em que a fome bater.

campeche (83)

DCIM102GOPROGOPR2271.

Para quem quiser conhecer os costões e os sítios arqueológicos é necessário fazer uma trilha com um guia credenciado, que custa em torno de R$ 10,00 e demora uns 40 minutos. No dia, como o sol estava muito quente preferi ficar apenas curtindo a praia.

FB_IMG_1453901524183 (2)

Foto Camila Machado

Vale lembrar que o número de visitantes diários na ilha é limitado (no máximo 800). Por isso, é bom comprar antecipadamente o ingresso, caso você queira fazer a visita.

Bom eu amei e indico muito o passeio! Se tiverem alguma dúvida é só deixar nos comentários, ok?

Beijos,

Fran.

beijos, Fran Gabrielli