No feriadão eu meu marido fomos para Bento Gonçalves-RS conhecer o Vale dos Vinhedos.

No primeiro dia, visitamos a Vinícola Miolo. O visual é encantador e fica em frente ao Hotel Spa do Vinho. Pagamos R$ 20,00 para visitar a vinícola, os vinhedos e degustar os vinhos. A visita é toda guiada pelo sommelier.

 

Nos dias de sol (que não foi no nosso caso, pois estava chovendo), no jardim da vinícola funciona o Wine Garden, que é um bar a céu aberto que oferece aos turistas um piquenique com serviço de alimentação e venda de vinhos espumantes.

No segundo dia, visitamos mais três vinícolas, a Salton, a Larentis e a Dal Pizzol.

A Salton é gigante e em 2010 ela completou 100 anos. Para visitação pagamos R$ 15,00 e conhecemos todas as etapas da elaboração do vinho desde o processo de produção, armazenamento até a embalagem das garrafas. No final do passeio acontece a degustação dos vinhos e espumantes. Tudo acompanhado pela explicação teórica do guia.

A Larentis, é uma vinícola familiar, mas com vinhos fantásticos. Nesta, eles oferecem o serviço de degustação por R$ 15,00. Nos dias de sol, também é possível realizar um piquenique em meio aos vinhedos, visual maravilhoso. Além disso, também possui a atração da colheita noturna, que acontece apenas no verão. Obs: essa foi a única vinícola que fomos que não aceita cartão de crédito.

A Dal Pizzol, também é uma vinícola familiar e faz parte da rota das cantinas históricas. Possui um parque temático, com área total de 80 mil m2. O lugar é lindo, com muitas aves, árvores e flores. Local ótimo para dar uma relaxada.

Piquenique vinícola larentis

Ao meio dia almoçamos no bistrô Casa Postal, que o recepcionista da Salton nos indicou. O cardápio é enxuto, mas a comida é deliciosa e o preço bem camarada, R$ 44,00 por pessoa o almoço, com entrada e prato principal. Meu prato foi um risoto de funghi com frango enrolado no bacon (dos deuses). Além da comida ótima, os atendentes são muito gentis e receptivos.

Casa Postal Bistrô

No terceiro dia, visitamos o roteiro chamado de caminhos de pedra, que fica a 6km de Bento Gonçalves.  É possível encontrar no roteiro quase tudo o que lembra a imigração italiana e o modo de vida dos primeiros colonos: a lida com os animais, a fabricação de vinhos e embutidos, a tecelagem, o artesanato, os doces, a gastronomia. Como estava chovendo, paramos em apenas alguns lugares para comprar alguns produtos coloniais.

A tarde fizemos um passeio em Nova Petrópolis e Gramado. Duas cidades charmosas e encantadoras.

Com certeza é um lugar que quero voltar logo!

Beijos,

Fran

beijos, Fran Gabrielli

Paris é uma cidade maravilhosa, acho que iria para lá todo o ano se o dinheiro ajudasse (rsrsrs).

A primeira coisa que fiz quando cheguei na cidade, foi ir conhecer a Torre Eiffel, pois era um sonho! A noite ela fica iluminada e o visual é deslumbrante. A tarde muitas pessoas fazem piqueniques aos arredores. Vale lembrar que bem próximo da torre há várias barraquinhas que vendem os famosos crepes. O de nutella é o melhor!

 

Ficamos hospedados no Hotel Acacia Etoile, que inclusive recomendo muito. A localização dele é ótima, fica próximo ao Arco do Triunfo, da Champs Elysées e de um estação de metrô. Era simples, mas muito aconchegante. O café da manhã se você quisesse era pago separadamente.

O jardim das tuileries é um excelente local para passar a tarde e descansar. As pessoas ficam lá tomando sol e fazendo piqueniques. Ele fica no caminho do Louvre.

Próximo ao jardim das tuileries tem uma das mais famosas casas de chá de Paris, é a Angelina. O chocolate quente africano que é vendido lá é o melhor que já experimentei em toda a vida. Além disso, o local é lindo e oferece vários doces deliciosos!

Outro lugar que não se pode deixar de conhecer em Paris é o museu do Louvre. Ele é enorme e é difícil conhecê-lo todo em um dia. Visitamos apenas o que nos interessava. Ele é separado por alas o que ajuda a não se perder lá dentro.

A famosa pirâmide do Louvre

Outro lugar que amei conhecer foi o Palácio de Versalhes, que é um castelo real localizado na cidade de Versalhes. A visita do castelo inclui os grandes apartamentos do rei e da rainha, a famosa Galeria dos Espelhos, a Capela Real. O palácio está cercado por um imenso jardim. Você pode fazer os passeio à pé ou alugar uma bicicleta. Aqui tem um post do conexão paris que ensina como chegar ao Palácio.

No penúltimo dia na cidade, decidimos que queríamos provar o fondue francês. Procuramos no tripadvisor e encontramos o Le Refuge des Fondus. Ele fica localizado no Bairro Montmartre. O local é bem inusitado e divertido. Só tem duas mesas longas, para sentar do lado da parede você vai ter que pular a mesa subindo pela cadeira. Assim que você se acomoda o garçom vem com um couvert aperitivo de frios e pergunta “vinho tinto ou rosé? E fondue de carne ou queijo?” Depois ele vem com uma mamadeira de vinho kkkkkk.

fondue-paris

Por fim, algumas dicas:

♥ Andamos de metrô todos os dias, inclusive para ir do aeroporto-hotel. É muito fácil e econômico.

♥ Achei as pessoas simpáticas e receptivas, ao contrário do que sempre ouvi falar dos franceses. Quase todos os lugares que fomos, o pessoal tentava falar inglês ou portunhol.

♥ Você anda muito lá, então esqueça o salto. Só leve sapatos e tênis confortáveis.

Espero que tenham gostado das dicas!

beijos,

Fran

beijos, Fran Gabrielli


Hoje o post é um resumo da viagem que fiz com meu marido a Buenos Aires. Ficamos 3 dias lá e deu para conhecer os principais pontos turísticos e claro comer uma boa carne. Bueno Aires é uma cidade com muitas coisas para legais para fazer e conhecer. Nossa viagem foi sem agência de turismo, escolhemos o hotel pelo booking e foi super tranquilo. Vale lembrar que vira e mexe aparecem boas promoções de passagens para lá!

No primeiro dia visitamos os principais pontos turísticos do centro da cidade, como a famosa Casa Rosada, que é um dos cartões postais de Buenos Aires; a Plaza de Mayo; Avenida Corrientes, com os grandes teatros e espetáculos, livrarias e bares da cidade.

Ao meio dia fomos para o Puerto Madero, que é um bairro nobre de Buenos Aires, com muitos prédios modernos e ótimos lugares para comer. Além da charmosa Puente de la Mujer.  Quem gosta de design, arquitetura (mesmo que não seja da área), precisa conhecer esse ponto turístico.

Um dos lugares que jantamos no Puerto Madero e super indico é o Cabaña Las Lilas. O atendimento é ótimo, a carne então nem se fala!

No segundo dia, fomos ao Café Tortoni, um dos mais antigos da cidade. O café mantém alguns de seus móveis e decoração originais. O ambiente é lindo e aconchegante e costuma sempre estar cheio de turistas. Eles servem os famosos churros com chocolate quente. O ponto negativo do local é que os preços são altos e sinceramente esperava mais da comida.

IMG_20150910_094055A tarde fomos conhecer o Jardim Japonês e me encantei pelo local. Com certeza é um dos pontos turísticos que indico muito a visita. Ele foi construído pela comunidade japonesa de Buenos Aires e fica localizado no bairro de Palermo.

O bairro Palermo também é um ótimo lugar para se conhecer. Tem um centro comercial bem movimentado e vários lugares bons para comer. Além dos lindos parques públicos.

No terceiro dia, fomos conhecer o cemitério da recoleta, que também é um dos pontos bem movimentados de Buenos Aires. Eu sinceramente não gostei (rsrsrs). As tumbas são lindas, mas depois de um tempo já enche o saco. Afinal é só tumba e caixão. Se você não conhece as histórias do lugar não tem muita graça. Nesse dia acabamos deixando a máquina de fotografia no hotel, por isso fiquei sem fotos.

Ah não deixe de ir na sorveteria Freddo, eles têm o melhor sorvete de doce de leite que já comi! Tem várias lojas deles pela cidade.

Acho que vale muito a pena visitar Buenos Aires, pois é um destino perto, não tão caro e a cidade é linda!

Beijos,

Fran

 

beijos, Fran Gabrielli